4 testes que todo e-commerce deve fazer 

Com a crescente migração para o comércio digital e os efeitos desse movimento nos hábitos de consumos dos usuários, a experiência do cliente em e-commerce tornou-se uma prioridade para as empresas do ramo. Com isso, as páginas, botões e funcionalidades de uma loja virtual devem estar operando da melhor maneira possível, a fim de conquistar o consumidor. 

Dessa maneira, o e-commerce deve verificar se os sistemas e as páginas estão funcionando da forma correta, sem apresentar falhas que possam prejudicar as vendas on-line. Para isso, é necessário aplicar testes ao projeto para identificar e corrigir uma eventual falha. Vamos apresentar 4 testes que toda loja virtual deve fazer.

A imagem mostra as mãos de uma pessoa negra enquanto realiza testes de e-commerce. Na mão esquerda ela segura um celular enquanto está de frente para um notebook e com a mão direita digita comandos nele.
Testes são vitais para o desempenho de um e-commerce. Fonte: Reprodução

1. Teste Funcional

Esse teste é realizado durante a fase de desenvolvimento e possui papel muito importante no controle de qualidade. O teste funcional, ou de software, é aplicado para verificar se o sistema está funcionando de acordo com a expectativa da área de negócio.

Geralmente, o teste é feito para validar se os processos e as ações estão de acordo com as regras de negócio descritas durante as definições. Entre as validações mais comuns, destacam-se cadastro e login, cupons e descontos, formas de pagamentos, processo de compra, armazenamento de dados, frete entre outros primordiais para a característica do negócio.

2. Teste de Desempenho

O teste de desempenho é fundamental para garantir a eficiência e evitar que vendas não sejam realizadas devido a instabilidades na plataforma. Ele expõe um sistema a uma condição específica (carga de trabalho) para verificar o desempenho dele por meio de alguns indicadores.

Entre eles, podemos citar o tempo de resposta e a capacidade de carga, que é a quantidade de usuários simultâneos que a plataforma suporta. Durante essa testagem, também são aplicadas outras categorias de testes, como o teste de stress e de performance.

3. Teste de Usabilidade

O teste de usabilidade tem como foco a experiência e navegação do usuário na loja virtual, relevando a facilidade de uso do sistema. Além disso, o teste revela se a plataforma é intuitiva para o usuário, de acordo com o público alvo que a empresa espera atingir.

Nesse sentido, o time deve trabalhar em conjunto da equipe de UX, a fim de resolver problemas que podem interferir na experiência do usuário e com objetivo de facilitar a navegação no e-commerce.

4. Teste de Compatibilidade

A linguagem digital e os avanços tecnológicos possibilitaram o desenvolvimento de diversos software com diferentes funções. Entretanto, é necessário verificar se o sistema é compatível com os navegadores e plataformas (desktop ou mobile, por exemplo).

Por isso, as empresas devem aplicar o teste de compatibilidade para evitar que falha de incompatibilidade, como não carregamento da página ou erros de armazenamento, aconteçam. Apesar de ser muito difícil testar todas as possibilidades, uma dica é focar nos navegadores e dispositivos que o público alvo mais utiliza.

Antecipar-se a um problema antes que ele afete o desempenho das vendas on-line é crucial para manter um e-commerce ativo e não prejudicar a experiência do cliente. Logo, investir na testagem de sistemas é a melhor solução para garantir confiança, eficiência e segurança.

Contact Us

Fill the form below and our team will contact you shortly. If you prefer, contact us by phone or email.







    I accept the terms.