Vantagens da estratégia D2C e como implementá-la para aumentar as vendas

A expansão da operação de vendas pela internet na última década fez com que diversos modelos de negócios adentrassem no ambiente digital, como o B2B (Business to Business) e o B2C (Business to Consumer). Além deles, o modelo D2C (Direct to Consumer) vem ganhando força no mercado brasileiro nos últimos anos, especialmente com o crescimento do e-commerce.

Essa estratégia visa eliminar barreiras e se comunicar diretamente com o consumidor final. Segundo uma pesquisa de 2020 da Híbrido em parceria com o E-commerce Brasil, 48,7% das indústrias brasileiras adotam o modelo D2C. No ano seguinte, um estudo da Bringg apontou que 30% dos fabricantes planejam migrar seu comércio eletrônico para o modelo D2C.

Com o amadurecimento do e-commerce e o desenvolvimento de novas tecnologias, a operação desse modelo de negócios torna-se cada vez mais viável. Isso mostra uma alternativa para as indústrias se manterem competitivas no mercado. Veja a seguir o que é o modelo D2C, quais vantagens ele apresenta para uma empresa e como implementá-lo para aumentar as vendas.

O que é D2C?

O D2C é um modelo de negócios que se baseia na venda direta para o consumidor final sem a presença de intermediários, como marketplaces e varejistas. Nesse sentido, os processos comerciais são realizados entre o fabricante e o consumidor por meio de plataformas de e-commerce.

O conceito é uma alternativa aos modelos tradicionais B2B, em que um fabricante vende seu produto para outra empresa, e B2C, em que essa empresa revende o produto ao consumidor final. Apesar disso, existe a possibilidade de um negócio aplicar tanto o modelo D2C quanto o B2B.

Vantagens do modelo D2C

O principal diferencial do modelo D2C em relação aos outros é a utilização do e-commerce como plataforma de vendas, gerando diversas vantagens para a indústria e o consumidor. Confira algumas delas abaixo:

Um homem negro e uma mulher branca estão vestindo roupas de colaboradores que trabalham em estoque de indústrias D2C, dentro de um galpão com caixas de papelão ao redor. A moça está com um tablet na mão enquanto o homem com um aparelho para conferir as caixas.
O D2C é uma ótima estratégias para as indústrias. Fonte: Reprodução

Redução dos custos

A eliminação de intermediários do processo de vendas é um fator que reduz os custos tanto para fornecedores quanto consumidores. Sem a necessidade de pagar distribuidor, atacadista ou varejista, é possível diminuir o preço do produto, tornando-o mais acessível para o consumidor final.

Com um canal de vendas próprio (e-commerce), a indústria também não precisa pagar muitas taxas para empresas responsáveis pela comercialização dos produtos. Assim, o fornecedor reduz os custos da operação e, consequentemente, lucra mais.

Expansão do público

A partir do uso de lojas virtuais, é possível aumentar o público aplicando estratégias de marketing. Com os dados disponíveis na internet, identificar as preferências e interesses do usuário é uma maneira de traçar a jornada de compra dos consumidores.

Dessa forma, a indústria otimiza o marketing para atrair mais leads, expandindo o público. Logo, quanto mais usuários souberem sobre a marca, maiores as chances de aumentar as vendas.

Melhora na experiência do cliente

Além de auxiliar a área de marketing na atração de usuários, as informações coletadas por meio do e-commerce contribuem para melhorar a experiência do cliente (CX). Hoje em dia, a competitividade de uma marca no mercado está ligada à experiência de compra que ela proporciona ao consumidor.

No modelo D2C, o fabricante tem controle sobre todos esses dados e pode utilizá-los para personalizar a jornada de compra e solucionar problemas sem afetar a satisfação do consumidor. Essa estratégia também pode ser utilizada na fase pós-venda, com o objetivo de estreitar o relacionamento com o cliente e fidelizá-lo.

Simplificação dos processos

Um modelo de negócios baseado na venda on-line oferece simplicidade e eficiência para a indústria. Com a redução/eliminação de intermediários devido ao uso do e-commerce, a operação torna-se mais simples, uma vez que o próprio fornecedor não depende de outras empresas.

Nesse cenário, a indústria consegue ter preços mais competitivos, aumentando seu reconhecimento diante do público. Esse modelo beneficia muitas indústrias que estão começando a atuar no mercado.

Como implementar o modelo D2C para aumentar as vendas

Os custos com logística, infraestrutura e contratação de funcionários encarecem a operação das vendas presenciais, tornando, geralmente, inviável a comercialização de produtos diretamente para o consumidor final por esse canal. Isso pode ficar ainda mais complicado dependendo do público-alvo.

Entretanto, o modelo D2C é amparado em plataformas de e-commerce, que possuem um custo de operação bem menor em comparação aos pontos de venda físico. Além disso, comprar on-line apresenta muitos benefícios para o consumidor, como praticidade, rapidez e comodidade.

Portanto, investir em plataformas e tecnologias de e-commerce é vital para implementar o modelo de negócios D2C. Desse modo, a indústria deve ficar atenta ao estoque dos produtos e integrar os dados entre ele e a loja virtual, utilizando para isso sistemas de integração e banco de dados.

Outra estratégia importante é diversificar os produtos oferecidos no e-commerce dos vendidos para os parceiros comerciais do mercado B2B. Isso porque, ao vender diretamente para o consumidor final, a indústria pode se tornar um concorrente do intermediário, afetando o relacionamento com ele. Com essa dinâmica, manter uma operação que seja lucrativa para ambas as partes evita a perda de clientes.

O modelo D2C é uma estratégia eficiente para estabelecer vendas diretas entre fabricante e consumidor, mostrando a relevância dessa tendência no mercado e as vantagens a serem exploradas para aumentar as vendas do negócio.

Contact Us

Fill the form below and our team will contact you shortly. If you prefer, contact us by phone or email.







    I accept the terms.