Dia do Programador: saiba a história da data e como alavancar a carreira na programação

No dia 13 de setembro (ou 12, em anos bissextos) comemora-se o Dia do Programador, profissão que, assim como a área de programação, cresce cada vez mais no Brasil e no mundo em função da transformação digital. Atualmente, é possível fazer muitas tarefas do cotidiano utilizando o ambiente virtual, como realizar compras, efetuar pagamentos e se comunicar com pessoas.

Empresas de diversos setores migraram para a internet durante a pandemia de Covid-19, aumentando a demanda por profissionais de programação e tecnologia da informação. Dessa maneira, o trabalho do programador se tornou fundamental para a sobrevivência de muitos negócios no século XXI. Confira a seguir a origem da data e algumas dicas para alavancar a carreira.

Origem do Dia do Programador

A história por trás do Dia do Programador começa na Rússia, em 2002. Valentin Balt, funcionário de uma empresa de webdesign, passou a coletar assinatura de seus colegas para que o governo reconhecesse a profissão de programador e, assim, criasse uma data para ela.

O esforço de Valentin foi compensando 7 anos depois, quando o então presidente e primeiro-ministro Russo, Dmitry Medvedev, homologou a lei que reconhecia o 256º dia do ano como Dia do Programador. Uma curiosidade é que 256 é o número de valores distintos que podem ser representados com um byte de 8 bits (número muito familiar para programadores).

Apesar de a história da profissão ser extensa, é necessário destacar a precursora dela. Nascida em Londres, em 1815, Ada Lovelace é considerada primeira programadora do mundo. Ela é responsável por escrever o primeiro algoritmo processado por uma máquina, ainda no século XIX.

Ada também escreveu uma série de algoritmos que permitiram computar valores de funções matemáticas. Para homenagear seus feitos e contribuições, a Associação Britânica de Computação desenvolveu a “Lovelace Medal”, que desde 1998 é entregue para premiar profissionais de destaque na programação.

Como alavancar a carreira?

Para os profissionais que estão iniciando a carreira na programação e querem melhorar suas habilidades, separamos algumas dicas apresentadas na palestra de Nilton Pontes, desenvolvedor Full-stack na JBQ.Global, sobre carreira na área. Confira a seguir:

Mulher negra sentada diante de um notebook em um escritório. Ela está vestindo uma camiseta branca, uma camisa social azul clara e um pingente enquanto executa seu trabalho. Isso simboliza o trabalho do programador.
Dia do Programador é celebrado no 256º dia do ano. Fonte: Reprodução

Começar pela base

No universo da programação, começar dominando os conceitos e técnicas básicas é essencial para iniciar a carreira. Se o programador não dominar a base dos processos e adiantar etapas do aprendizado, ele dificilmente terá sucesso na área.

A base para a programação é a Lógica da programação, que consiste em algoritmos, pseudolinguagens, semântica e sintaxe. Após o aprendizado desses conceitos e práticas, o programador pode avançar para outros assuntos com mais facilidade, como programação funcional e paradigmas.

Analisar o mercado

O desenvolvimento de software é uma área que possui muitos nichos de atuações, cada um especializado em algum aspecto da programação. Entre eles, podemos destacar o Back-end, Front-end, Mobile, Full-stack (que engloba os três anteriores), Game Development, Devops e Machine Learning.

Diante desse cenário, o programador deve experimentar todas as áreas e verificar qual combina mais com seu perfil profissional. Depois disso, ele pode se especializar em processos e técnicas voltadas para aquela área. Acessar o LinkedIn com frequência e ver quais vagas estão em alta é uma boa maneira de mapear o mercado.

Definir um Roadmap

Com o conhecimento básico e a definição da(s) área(s) de interesse, é o momento de desenvolver um Roadmap. Podemos entendê-lo como uma espécie de guia com conteúdos a serem estudados, a fim de mostrar ao profissional quais ações ele deve seguir para melhorar as habilidades. O recomendando é produzir o Roadmap com o auxílio de uma pessoa mentora (que possui vasta experiência na área).

Nesse sentido, o programador deve ter foco em aprender, no momento adequado, as tecnologias selecionadas por ele, sem pular processos ou buscar atalhos. Mesmo a área sendo muito ampla, o estabelecimento de prioridades é fundamental para otimizar o aprendizado e não se perder durante o caminho.

Assim, percebemos que a programação é um campo do conhecimento que está em constante evolução e possui muitas possibilidades. Durante o mês de setembro, a JBQ.Global vai disponibilizar mais uma palestra ao vivo e gratuita em celebração ao Dia do Programador, sobre banco de dados. Então não perca o próximo conteúdo do Mês do Programador!

Contact Us

Fill the form below and our team will contact you shortly. If you prefer, contact us by phone or email.







    I accept the terms.