O que é Blockchain e quais suas vantagens para o e-commerce

A transformação digital possibilitou o surgimento de diversas tecnologias, que impactaram os hábitos da sociedade e a organização de empresas de todos os setores. Um grande marco para o mercado digital foi a criação das criptomoedas (moedas digitais) e de um banco de dados para armazenar a nova moeda e realizar as transações, chamado de Blockchain.

Com o avanço tecnológico, as criptomoedas foram se popularizando e o Blockchain tornou-se o melhor meio para realizar as transferências entre os usuários de maneira mais segura, eficiente e transparente. Isso modificou as estruturas do mercado financeiro digital e despertou interesse da área de e-commerce, que teve um grande crescimento nos últimos anos. Acompanhe nosso artigo para saber o que é Blockchain, como ele funciona e quais suas vantagens para o comércio eletrônico.

O que é Blockchain?

O Blockchain pode ser definido como um grande banco de dados digital compartilhado, que registra as transações dos usuários com base na criptografia. Criado em 2008 pelo pseudônimo Satoshi Nakamoto, esse banco de dados é muito utilizado nas transações envolvendo criptomoedas, como o Bitcoin.

O principal diferencial do Blockchain é a proteção contra fraudes e invasões. já que o sistema foi desenvolvido para ser descentralizado. Assim, ele não é gerenciado por autoridades em um único “local”, como ocorre em bancos de dados tradicionais de empresas privadas ou do governo.

Dessa forma, todos os usuários que participam da rede (chamados de nodes) controlam o banco. Há uma cópia do Blockchain no computador de cada node, que pode verificar as informações de transações a qualquer momento. Nesse sistema, os usuários são auditores e controladores da rede, tomando as decisões sobre ela.

Como funciona?

Para explicar a dinâmica desse banco dados, vamos analisar o Blockchain da moeda Bitcoin. O banco é composto por milhares de blocos de informação em cadeia sequencial, registrando apenas as transações de um bloco para o outro.

Por exemplo, quando o usuário A transfere bitcoins para o usuário B, essa transação fica dentro de um bloco de informação. Quando esse bloco fica cheio de informações, ele é fechado e recebe um selo com data e horário (timestamp) e um identificador (hash). A formação da cadeia ocorre em sequência.

Quando o usuário B transfere parte dos Bitcoins para um usuário C, a transação é registrada em outro bloco, com informações do bloco anterior (em que ocorreu a transação entre A e B). Dessa maneira, os blocos se interligam e formam uma grande cadeia descentralizada, já que as informações estão contidas em vários blocos.

Ainda nessa dinâmica, existem os chamados “mineradores”. Eles têm a função de validar as transações para incluir um novo bloco à rede, caso os usuários aprovem. Esse trabalho de validação é realizado por meio da resolução de cálculos matemáticos complexos, aumentando a segurança do Blockchain.

Apesar de ter surgido junto do Bitcoin, o fato de ser um banco de dados descentralizado e compartilhado possibilitou a utilização do Blockchain em outras áreas. Além das transações financeiras, que englobam qualquer moeda existente no mercado, utiliza-se o Blockchain para controlar uma cadeia de suprimentos, contratos, formulários de clientes, entre outros elementos que fazem parte do universo corporativo.

A imagem mostra a mão de uma pessoa indo em direção de um cubo transparente brilhante, como se fosse pegá-lo. Do lado direito, há vários cubos transparentes próximos ou conectados. Isso representa a cadeia Blockchain.
O Blockchain representa uma revolução dos bancos de dados. Fonte: Reprodução

Vantagens do Blockchain no e-commerce

Um dos motivos para implementar o sistema Blockchain em e-commerces é fortalecer a presença do negócio no mercado digital. Desse modo, alguns setores, como o imobiliário e o alimentício, já utilizam as aplicações do Blockchain para melhorar suas soluções digitais. Confira a seguir algumas vantagens que esse banco de dados traz para uma loja virtual:

Segurança

A estrutura em cadeia sequencial do Blockchain garante que ninguém consiga fraudar uma transação, uma vez que o saldo depende das movimentações realizadas. Logo, é necessário conhecer o histórico para verificar o saldo de uma “conta” no Blockchain.

Como os dados estão espalhados pelos computadores que fazem parte da rede, é praticamente impossível hackear os dispositivos. Isso é diferente de uma conta bancária, por exemplo, que armazena o saldo em um único banco de dados e pode até deletar o histórico de transações.

Além disso, as transferências não carregam dados pessoais dos usuários, elas possuem apenas um código gerado aleatoriamente — utilizado como identificador. Dessa maneira, não há vazamento de informações pessoais do usuário durante uma transação ou tentativa de invasão.

Pagamento mais prático

As formas de pagamento tradicionais mais utilizadas em lojas virtuais são o cartão de crédito e o boleto bancário. Mesmo com a enorme adesão, a transação por meio dessas formas envolve muitas instituições e processos que tornam a operação lenta.

No caso de um cartão de crédito, a operação passa pelo titular do cartão, pelo sistema do e-commerce, por um banco de liquidação, pelo órgão emissor e, por fim, pela operadora do cartão. Já com o Blockchain, ele aprova o envio ou recebimento de uma solicitação de pagamento por meio de algoritmos em poucos minutos, facilitando a operação e tornando-a mais prática.

Rastreio de produtos e redução de custos

Cada item armazenado em um Blockchain recebe um identificador que contém informações criptografadas sobre o produto. Por isso, o rastreamento de um ativo torna-se mais simples e rápido de ser feito, garantindo maior segurança no momento de verificar um estoque.

Consequentemente, a maneira que os itens são gerenciados com o Blockchain reduz os custos da atividade, tanto na parte operacional de identificação quanto na proteção. Isso porque, o sistema elimina a presença de intermediários no processo, diminuindo os custos, a duplicação de mercadorias e as chances de ocorrer uma fraude na cadeia de suprimentos.

Mesmo com o investimento relativamente alto para implementar a tecnologia, pois os níveis de segurança e eficiência dependem da força computacional dos aparelhos, o Blockchain mostra-se uma das melhores alternativas para implementação de um banco de dados. Seja para realizar uma transferência (de Bitcoin ou qualquer outra moeda) ou registrar dados de qualquer natureza, essa tecnologia está revolucionando o mercado financeiro digital e impactando diversos segmentos do e-commerce.

Contact Us

Fill the form below and our team will contact you shortly. If you prefer, contact us by phone or email.







    I accept the terms.